Error message

  • Notice: Undefined index: zen in drupal_theme_initialize() (line 100 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Trying to get property of non-object in _drupal_theme_initialize() (line 145 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Trying to get property of non-object in _theme_load_registry() (line 334 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Undefined index: zen in theme_get_setting() (line 1414 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).

manifestações

Greve geral – e depois?

15-11-2012

Temos um governo cercado que não há meio de cair nem de sair. Nenhum dos governantes ousa já pisar o espaço público, onde são invariavelmente apupados. Polícias, militares, reformados, desempregados e empregados, até empresários e autarcas, à esquerda e à direita, todos se têm manifestado contra estas políticas. A senhora Merkel foi nitidamente mal-recebida no país da hospitalidade. E assistimos ontem a um facto histórico: uma greve geral europeia. Qual foi a resposta dos poderes públicos aos protestos manifestados em toda a Europa? A mão pesada da repressão policial por toda a parte. Uma ofensiva concertada de poderes que nada têm de democráticos. Um mundo de pesadelo. O que fazer?

Protestos em Lisboa contra Merkel

13-11-2012

Milhares de pessoas manifestaram-se ontem, 12 de Novembro, em diversos pontos de Lisboa, para protestar contra a visita a Portugal da chanceler alemã, Angela Merkel. Os protestos dispersaram-se por diferentes manifestações, tendo Belém e São Bento como pontos de concentração maior. Toda a zona entre o Palácio de Belém e o Centro Cultural de Belém, onde decorria um encontro entre empresários portugueses e alemães, esteve vedada ao trânsito e à passagem de peões. Em Belém, ao fim da tarde, as barreiras de protecção acabaram por ser derrubadas, as forças policiais reforçaram posições e os manifestantes queimaram bonecos com a figura da Merkel vista como representante do nazismo alemão. Outras acções de protesto anteciparam a vinda da chanceler alemã, como a colocação de panos negros em várias estátuas de Lisboa e do Porto. 

Manifestação de militares contra a austeridade apela à participação de civis

10-11-2012

Decorre hoje, sábado dia 10 de Novembro, uma manifestação de militares convocada por 3 associações profissionais: a Associação de Oficiais das Forças Armadas (AOFA), a Associação Nacional de Sargentos (ANS) e a Associação de Praças (AP). O desfile tem início pelas 15 horas, na Praça do Município em Lisboa, passando depois pela Rua do Ouro e pelo Rossio, até aos Restauradores, onde haverá intervenções junto ao Monumento que simboliza a Restauração da Independência Nacional em 1640. O protesto apela também à participação de toda a população. “Seria uma honra para nós percebermos que os portugueses estão ao lado das suas Forças Armadas!", disse o Coronel Cracel, presidente da AOFA. "No essencial, a austeridade aplicada da forma injusta que todos conhecemos e sentimos, constitui o denominador comum causador do sentimento de revolta que se vai apoderando de todos, militares ou não militares!"

Polícias marcam manifestação no dia 6 e vigília entre 3 e 7 de Novembro

01-11-2012

A Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP) vai protestar contra a falta de resolução de problemas que se arrastam desde 2010 e pelo fim das medidas de austeridade, na próxima terça-feira, dia 6 de Novembro, pelas 17h30 no Largo de Camões, em Lisboa. Na origem dos protestos estão os congelamentos das promoções, de suplementos e do subsídio de fardamento. O Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) agendou também uma vigília permanente entre os dias 3 e 7 de Novembro, frente à Assembleia da República, caso não obtenha resposta do Primeiro-Ministro às questões colocadas acerca do Orçamento do Estado 2013. 

31 de Outubro: protesto em São Bento contra o Orçamento de Estado

30-10-2012

Diversos movimentos sociais e sindicatos apelam a um protesto veemente no dia 31 de Outubro, em que se discute e vota na Assembleia da República a proposta de Orçamento de Estado para 2013. As manifestações começam às 15 horas para exigir a queda do Governo, contra «a política da troika e dos troikistas que nos levou ao desastre: somos hoje mais pobres, mais endividados e temos mais desempregados do que antes da chegada da troika e deste governo».

Estudantes, militares e empresários protestam em São Bento

25-10-2012

A contestação não pára. Na mesma quarta-feira, 24 de Outubro 2012, três protestos convergiram para a Assembleia da República. Pelas 14 horas, mais de uma  centena de estudantes do ensino secundário partiu da Praça Luís de Camões em direcção à Assembleia da República, gritando: "O passe escolar não é para cortar" ou "A luta continua, os estudantes estão na rua". Às 17h30 nos Restauradores, cerca de mil militares da GNR iniciaram uma manifestação que seguiu também para São Bento, clamando contra o orçamento de estado e outras questões profissionais. Entretanto, dentro do parlamento, o debate sobre a redução do IVA na restauração para 13% acabou com os gritos de indignação dos empresários do sector, tendo as galerias do Hemiciclo sido evacuadas. 

Estudantes do Porto exigem reposição do passe escolar

18-10-2012

Uma centena de estudantes manifestou-se no dia 17 de Outubro, quarta-feira, pela reposição do passe escolar que foi retirado neste ano lectivo. Os estudantes querem voltar a ter o desconto de que usufruíam no passe mensal. “É complicado para muita malta, nomeadamente a que vem de Vila do Conde, Póvoa de Varzim e Maia, pagar 60, 80 e 100 euros por mês para se deslocar ao polo universitário do Porto”, disse uma dirigente da Associação de Estudantes da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (AEFBAUP), que teve a iniciativa do protesto e contou com a solidariedade de associações de estudantes de outras instituições, como AEESEP, AEFLUP, AEESMAE e AEFAUP.  

Trabalhadores e empresários da restauração exigem redução do IVA

16-10-2012

Centenas de pessoas - empresários e trabalhadores da restauração - manifestaram-se na terça-feira, dia 16 de Outubro 2012, com tachos e panelas frente à Assembleia da República para reivindicar que o Governo recue na decisão tomada em 2011 de aplicar ao sector a taxa máxima do IVA (23 %), fazendo-a regressar aos 6% que vigoravam anteriormente, ou pelo menos a 13%. O Movimento Nacional de Empresários da Restauração (MNER), criado há cerca de 2 meses e meio, tem apoio das associações do sector e lançou uma petição com cerca de 34 mil assinaturas que será discutida no dia 24 na Assembleia da República.  O aumento do IVA poderá causar a falência de mais 28 mil empresas em 2013.

Bruxelas: protesto contra "banquete dos ricos" e uma centena de detidos

11-10-2012

A manifestação de protesto contra o "banquete dos ricos" juntou hoje, 11 de Outubro às 18 horas, algumas centenas de pessoas à porta do jantar do think-tank "Amigos da Europa", onde participaram Barroso e Van Rompuy, entre outros políticos e empresários. Foram detidos uma centena de manifestantes, dos quais 6 portugueses. Na intervenção que antecedeu o banquete, o presidente da Comissão Europeia, José Durão Barroso tentou descartar as suas responsabilidades pela crise que se vive na Europa: "As decisões não são tomadas pelas instituições europeias, mas sim pelos Governos da Europa",

Manifestação global contra a austeridade a 13 de Outubro

09-10-2012

Vários trabalhadores das Artes marcaram uma Manifestação Cultural - Que se Lixe a Troika para sábado 13 de Outubro a partir das 17 horas, na Praça de Espanha em Lisboa. «Será um dia cheio de eventos, de música, dança, teatro, poesia, pintura e todas as formas de arte que materializem o espírito de insubmissão que se sente em todo o país». Participam mais de 30 grupos musicais, entre outras actividades. No Porto anuncia-se a Panelada Global, às 15 horas na Praça da Batalha e concertos às 17h na Praça D. João. Ambos os protestos se associam ao protesto Global Noise que decorre em diversos países no mesmo dia.

Pages

Subscribe to RSS - manifestações