Passos Coelho interrompido na Assembleia da República

Passos Coelho interrompido na Assembleia da República

16-02-2013

Na manhã de 15/2/2013, 40 pessoas que assistiam aos trabalhos da Assembleia da República cantaram «Grândola, Vila Morena», cortando a palavra a Passos Coelho. Como seria de esperar, foram postos na rua pela polícia e admoestados pela presidenta da assembleia, que acha que «As pessoas não se podem manifestar sobretudo nestas condições».

Este tipo de acções por parte de movimentos de cidadãos faz parte dos exercícios de aquecimento de um motor em marcha: a manifestação de 2 de Março, «Que se lixe a Troika!».

É também interessante ver como reagem (ou calam) os meios de comunicação social (ver fontes mais abaixo).

Fontes
Editores: 
Informação proveniente dos movimentos sociais, com edição da responsabilidade de quem a assina.
Secção: