Error message

  • Notice: Undefined index: zen in drupal_theme_initialize() (line 100 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Trying to get property of non-object in _drupal_theme_initialize() (line 145 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Trying to get property of non-object in _theme_load_registry() (line 334 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).
  • Notice: Undefined index: zen in theme_get_setting() (line 1414 of /home/s000264/public_html/includes/theme.inc).

greves

Greve na CP: as razões dos trabalhadores

06-12-2012

Foi total a adesão dos trabalhadores à greve da CP, no passado dia 1 de Dezembro. A greve às horas extraordinárias prolonga-se até 2 de Janeiro de 2013. Os trabalhadores protestam contra a redução para metade no pagamento de horas de extraordinárias, ou seja, 1,80 euros por hora em média, e contra a gestão danosa da CP. O Sindicato dos Maquinistas veio entretanto prestar esclarecimento à população sobre as verdadeiras causas da supressão de comboios, que atribuem a uma «guerra laboral» por parte da administração da empresa.

Greve geral – e depois?

15-11-2012

Temos um governo cercado que não há meio de cair nem de sair. Nenhum dos governantes ousa já pisar o espaço público, onde são invariavelmente apupados. Polícias, militares, reformados, desempregados e empregados, até empresários e autarcas, à esquerda e à direita, todos se têm manifestado contra estas políticas. A senhora Merkel foi nitidamente mal-recebida no país da hospitalidade. E assistimos ontem a um facto histórico: uma greve geral europeia. Qual foi a resposta dos poderes públicos aos protestos manifestados em toda a Europa? A mão pesada da repressão policial por toda a parte. Uma ofensiva concertada de poderes que nada têm de democráticos. Um mundo de pesadelo. O que fazer?

Trabalhadores do SEF iniciam greve às horas extraordinárias por tempo indeterminado

13-11-2012

Os trabalhadores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) estão em greve às horas extraordinárias a partir desta terça-feira, 13 de Novembro. A greve deverá decorrer entre as 17, 30 horas e as 9 horas nos dias úteis, e entre as 0 horas e as 24 horas aos fins de semana e feriados. As razões para esta greve devem-se ao facto de que todos os funcionários de investigação e fiscalização do SEF prestam serviço, com elevada frequência, fora do horário de trabalho e, no entanto, não recebem qualquer remuneração  por esse trabalho extraordinário realizado para além do horário normal de trabalho - exigindo pois a sua regulamentação. 

Greve na Caixa Geral de Depósitos contra privatização e OE 2013

03-11-2012

Os funcionários da Caixa Geral de Depósitos (CGD) estiveram em greve esta sexta-feira, 2 de Novembro 2012. A paralisação foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores Grupo Caixa (STEC), como forma de protesto contra a privatização da instituição e a redução dos salários produzida pelo Orçamento de Estado 2013. A greve registou uma adesão massiva, com particular incidência na Empresa leader do Grupo, a CGD, segundo o sindicato. Cerca de 500 trabalhadores estiveram concentrados junto ao edifício-sede da empresa para protestar contra a perda de salários, o OE 2013 e a privatização e desmantelamento do banco público. O STEC vai promover no próximo dia 8 uma Conferência-Debate, cujo tema é «Vender a Caixa é vender Portugal», com a qual pretendem começar a sensibilizar a opinião pública para a importância crucial desta questão.

Greve nas Refinarias da Petrogal/GALP de 18 a 22 de Outubro

18-10-2012

As refinarias de Sines e de Matosinhos estão desde a madrugada de 18 de Outubro totalmente paralisadas, devido à adesão de mais de 90% do pessoal à greve que prossegue até segunda-feira dia 22. Os Trabalhadores das refinarias da Galp sublinham que apenas querem manter condições que estão no acordo colectivo. Esta greve é uma resposta à intransigência da Administração da Petrogal e do Grupo Galp Energia, cuja posição, afirma a Fiequimetal, é totalmente inaceitável e imoral, no contexto da excelente situação económica e financeira da empresa. A Galp Energia desmente o sindicato dizendo que a adesão à greve ronda apenas os 6%.

Trabalhadores da Lusa em greve - vamos ficar sem notícias?

17-10-2012

Os Trabalhadores da Agência Lusa iniciam na quinta-feira, dia 18, uma greve de quatro dias, contra a intenção do Governo de reduzir em cerca de 30 por cento o valor do contrato de serviço noticioso e informativo de interesse público. Essa redução comprometerá gravemente o funcionamento e a dimensão da rede nacional e internacional da Agência, bem como a qualidade editorial dos serviços por ela prestados. "Esta greve foi pensada de forma a mostrar a falta que faz o trabalho da Lusa a todos os órgãos de comunicação social, sejam jornais, sites noticiosos, televisões e rádios”. A Lusa divulga, mensalmente, quase 12 mil notícias, em termos médios 392 notícias por dia, e mais de 2.500 sons e vídeos.Entre várias acções de luta, os trabalhadores da Lusa deslocar-se-ão ao jornal Público, também em greve na sexta-feira dia 19, no âmbito de uma acção convocada por jornalistas de diversos meios de comunicação social. 

A greve dos estivadores continua - e porquê?

16-10-2012

Quando já se fala em requisição civil dos estivadores - primeiro os empresários, depois o CDS-PP e o primeiro-ministro - é bom que se conheçam as razões dos estivadores. Sabia que o ritmo de trabalho de um estivador chega a 16 e até 24 horas por dia? Sabia que nos portos se trabalha 24 horas por dia, 362 dias por ano? Actualmente, a “greve” dos Estivadores cinge-se aos sábados, domingos e feriados e dias úteis entre as 17 e as 08 do dia seguinte. Ou seja, cada estivador trabalha, afinal, o que trabalha cada português que ainda não está no desemprego: 8 horas por dia, 40 horas por semana. Leia aqui a continuação deste comunicado dos estivadores: "A importância da nossa greve".

Comissão de Trabalhadores da agência Lusa marca vigília no dia 8

05-10-2012

Os trabalhadores da Agência Lusa decidiram na quarta-feira, 3 de Outubro 2012, solicitar aos sindicatos «a emissão imediata de um pré-aviso de greve por tempo indeterminado», numa reacção ao corte de 30% no financiamento da empresa assumido pelo ministro Miguel Relvas. Ficou marcado para segunda-feira, 8 de Outubro, «uma vigília à porta da sede da agência, convidando a comunicação social, nacional e estrangeira a estar presente» e um novo plenário de trabalhadores no próximo dia 9.

Motoristas da Rodoviária de Lisboa paralisam no dia 4 de Outubro

01-10-2012

Os motoristas da Rodoviária de Lisboa (RL) voltam a paralisar 24 horas no dia 4 de Outubro, segundo decisão tomada em plenário de trabalhadores. Os trabalhadores reivindicam a integração de um abono na tabela salarial, de que foram privados em relação aos demais trabalhadores rodoviários. Os motoristas são ainda "credores de 1,2 milhões de euros" por falta de reconhecimento de tempos de descanso compensatório. Segundo o comunicado do trabalhadores da RL, há todas as condições para aumentar os salários aos trabalhadores, que ganham hoje menos do que há 10 anos. 

Greve dos maquinistas dos comboios ao trabalho extraordinário até final de Outubro

01-10-2012

O Sindicato dos Maquinistas (SMAQ) comunica que os trabalhadores entram em greve de 1 até 31 de Outubro de 2012, fazendo greve à prestação de trabalho extraordinário, incluindo o trabalho em dia de descanso semanal, em dia de feriado (nacional e municipal). Os trabalhadores só aceitarão horários de trabalho previstos/existentes nas escalas de serviço a que estão afectos (Rotações). Dentro deste horário de trabalho, os maquinistas estão disponíveis para todos os serviços da sua função.

Pages

Subscribe to RSS - greves