Vigília em defesa da Unidade de Oncologia no Hospital do Barreiro

Vigília em defesa da Unidade de Oncologia no Hospital do Barreiro

09-11-2012

Hoje, dia 9 de Novembro, a partir das 19h30, realiza-se uma vigília junto ao Hospital Nossa Senhora do Rosário do Barreiro, promovida pelo "Movimento Cidadania em defesa da Unidade Oncológica do Hospital Nossa Senhora do Rosário".

O Movimento de Cidadania recusa a destruição da Unidade Oncológica, exigindo a reposição imediata dos oncologistas que foram dispensados há meses e o financiamento adequado ao funcionamento do Hospital.

No início do ano, eram cinco os oncologistas que trabalhavam neste serviço do Hospital do Barreiro; em Agosto passado eram apenas três. A situação mantém-se o que põe em risco a continuidade do serviço de oncologia do Hospital do Barreiro.

A Plataforma Cidadã de Resistência à Destruição do SNS também apela à participação nesta vigília, "pelo não desmantelamento ou perda de valências das nossas unidades hospitalares!"

O serviço de oncologia do Hospital do Barreiro, com dezoito anos de existência, tem vindo a afirmar-se como serviço de referência e diferenciação nos serviços prestados. Desde há 15 anos que a oncologia tem sido considerada uma área de desenvolvimento estratégico deste hospital, o que originou avultados investimentos entre os quais a instalação de um serviço de radioterapia e a melhoria das instalações desta unidade. 

Registe-se que, em 2011 a Fundação Champalimaud anunciou uma técnica inovadora no tratamento do cancro, técnica essa (radioterapia estereotáxica corporal extracraniana) que se encontrava já a ser aplicada há cerca de meio ano precisamente no Hospital do Barreiro.

Este serviço tem vindo a crescer de uma forma sustentada e significativa, tendo, em 2011, realizado cerca de 14000 consultas, 9500 sessões de hospital de dia e 350 internamentos. O serviço de oncologia do Hospital do Barreiro é o único da península de Setúbal que assegura a formação de novas/os especialistas nesta área, tendo neste momento sete internos em formação.

Não obstante a inequívoca qualidade e diferenciação do serviço de oncologia do Hospital do Barreiro, este debate-se com sérias dificuldades causadas por falta de médicos, que, neste momento, pode mesmo fazer perigar a continuidade deste serviço.

O Hospital Nossa Senhora do Rosário, vulgarmente conhecido como Hospital do Barreiro, integra o Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) - Entidade Pública Empresarial (EPE) conjuntamente com Hospital Distrital do Montijo.

O Hospital Nossa Senhora do Rosário, que foi inaugurado a 18 de Janeiro de 1959 pela Santa Casa da Misericórdia, consistia numa estrutura mais pequena e menos diferenciada, que funcionou durante quase 30 anos com cerca de 115 camas. O edifício actual foi inaugurado no dia 17 de Setembro de 1985, com maior número de especialidades e de camas (cerca de 500), passando a ser designado de Hospital Distrital do Barreiro. Em Setembro de 1995 viu a sua designação ser alterada para Hospital Nossa Senhora do Rosário – Barreiro, por despacho do Ministro da Saúde.

Fontes

Plataforma Cidadã de Resistência à Destruição do SNS: facebook

Rostos.pt: Vigília junto ao Hospital do Barreiro. Em defesa da Unidade de Oncologia

Centro Hospitalar barreiro Montijo, EPE: História

Liga dos Amigos do Hospital Distrital do Barreiro: Serviço de Oncologia do Hospital do Barreiro em risco de continuidade

Editores: 
Artigo baseado em informação proveniente de movimentos sociais.
Secção: 
Etiquetas: