Petição por uma mobilização unida, retirada do OE-2013 e demissão do Governo

Petição por uma mobilização unida, retirada do OE-2013 e demissão do Governo

16-12-2012

O Movimento para a Retirada do Memorando da Troika lançou uma petição – dirigida a dirigentes das organizações sindicais – pela «Mobilização unida até à retirada do OE para 2013 e à demissão do Governo».

A petição apela a que não se deixe diluir a onda de revolta contra o OE-2013 (Orçamento de Estado para 2013) e a Troika (Comissão Europeia + Banco Central Europeu + FMI), expressa em diversas manifestações ao longo dos últimos meses. Algumas dessas manifestações, assim como as greves gerais, foram convocadas pelos sindicatos, que por isso, na opinião dos autores da petição, adquiriram uma especial responsabilidade na manutenção da mobilização popular.

O texto da petição recorda que «os estivadores e os sindicatos que estão a organizar a sua luta têm razão» e que «a luta dos estivadores faz parte do processo da luta entre duas classes» – a resistência dos estivadores «tem uma dimensão que os ultrapassa», por defender a dignidade do trabalho em geral e os direitos sindicais, e nesse sentido «lutar e resistir já é uma vitória».

Os peticionários consideram que «se os deputados da oposição tivessem recusado participar na votação da proposta do Governo, juntando-se às dezenas de milhar de trabalhadores com os seus sindicatos, de pequenos agricultores e de aposentados que se manifestavam diante da Assembleia da República gritando "Não a este Orçamento! Demissão do Governo!", o caminho do combate contra eles seria agora mais fácil».

Fontes
Editores: 
Informação proveniente dos movimentos sociais, com edição da responsabilidade de quem a assina.
Secção: