Em defesa do comboio Transpraia da Caparica

Em defesa do comboio Transpraia da Caparica

23-09-2012

Um grupo de mais de 30 cidadãos lançou uma petição para impedir que acabem com o TransPraia na Costa da Caparica.

Lembram que «a Costa da Caparica é hoje uma cidade e uma freguesia que difere do concelho em que se insere, essencialmente pela sua economia dependente e baseada no seu enorme potencial turístico».

Explicando o «pesadelo» que junta a degradação resultante da inexistência de «qualquer estratégia eficaz e adequada ao seu real desenvolvimento» aos «erros da Sociedade Costa Polis na aplicação e gestão do programa», nos últimos 5 anos, alertam para a ameaça que impende agora sobre «o pouco que ainda resta dos traços culturais mais marcantes desta região/freguesia/cidade».

Assim convocaram para domingo, 23 de Setembro, às 16h30, uma Assembleia Popular que irá debater este problema, no Auditório Costa da Caparica (Centro Comercial O Pescador). O evento foi marcado no facebook.

A quebra de passageiros tem vindo a aumentar de ano para ano, sobretudo desde que, em 2007, a Câmara Municipal de Almada desviou a estação inicial do Transpraia para uma zona de difícil acesso e de visibilidade nula a cerca de 1 km da distância do centro da vila. O número de clientes desceu a pique estando hoje em 20% do que era há 5 anos.

Fontes
Editores: 
Informação proveniente dos movimentos sociais, com edição da responsabilidade de quem a assina.
Secção: