Uma semana de protestos

Uma semana de protestos

28-11-2012

27 Novembro

Representantes dos militares, que estavam presentes nas galerias da Assembleia da República, levantaram-se no momento do voto do OE e foram convidados a sair da sala, tendo abandonado o plenário em silêncio. Os militares Concentraram-se em Belém e entregaram ao fim da tarde ao Presidente da República um ofício solicitando que envie para o Tribunal Constitucional para fiscalização preventiva o Orçamento de Estado para 2013. (noticiasaominuto.com)
Sindicatos, professores, movimentos sociais, agricultores, reformados, estivadores, desempregados e muitos outros grupos - milares de manifestantes - protestaram contra o Orçamento de Estado para 2013. O líder da CGTP, Arménio Carlos, pediu ao governo e ao Presidente da República que "assumam as suas responsabilidades e dêem a voz ao povo": "Não tenham medo de eleições". Activistas palhaços invadiram um banco.
Segunda e terça-feira, 26 e 27, entre as 10 e 18h, o SINAPOL denuncia os supostos aumentos não o são, mas apenas a devolução (em duodécimos) do que os polícias andaram a emprestar ao Estado; contestam ainda a passagem da idade da reforma dos 55 para os 59 anos e meio, e os cortes até 30% nas comparticipações em actos médicos.

24 Novembro
A Rede 8 de Março foi responsável pela marcha que assinalou o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, alertando para o número crescente de mulheres vítimas de violência doméstica. A iniciativa isnseriu-se no Fim de Semana pelo Fim da Violência contra as Mulheres, dias 24 e 25 de Novembro.
 


22 Novembro


Cerca de 300 estudantes invadiram hoje a Reitoria da Universidade de Coimbra, depois de uma manifestação e de uma reunião com o reitor, João Gabriel Silva. O reitor da universidade garantiu aos estudantes que não haverá cortes nos apoios sociais. 
Estudantes invadem Reitoria da Universidade de Coimbra - SIC Notícias - SAPO Vídeos

 

Várias centenas de alunos do Ensino Superior partiram esta quinta-feira cerca das 15h15 do Marquês de Pombal, em Lisboa, rumo ao Parlamento, numa marcha de protesto contra os cortes no sector previstos no Orçamento do Estado que os deputados estão discutir.
Centenas de estudantes marcham para o Parlamento (www.cmjornal.xl.pt)
 
 
Durante a manifestação dos investigadores criminais da Polícia Judiciária, acenderam-se velas no mesmo chão onde uma semana atrás se arrancaram pedras para atirar à polícia, quando um grupo "espontâneo" de manifestantes trouxe para a frente do parlamento canções e uma palavra como mote: "paz".
 
 
Foi marcada uma concentração das associações de doentes com Esclerose Múltipla para as 10h30 de quinta-feira, dia 22 de Novembro, em protesto contra o hospital ter suspendido o fornecimento de alguns medicamentos para o tratamento da EM. 

20 Novembro

Despejados e activistas barricados no Instituto da HabitaçãoVários moradores do bairro de Santa Filomena, na Amadora, que foram despejados pelas forças policiais, na segunda-feira, de forma violenta, invadiram e fciaram barricados no Instituto da Habitação durante várias horas, exigindo um Livro de Reclamação, porque o presidente deste instituto público recusou-se a recebê-los. O despejo compulsivo ordenado pela Câmara Municipal da Amadora já provocou um AVC numa senhora doente.
Despejados do bairro de Santa Filomena invadem Instituto da Habitação - JN (www.jn.pt
Despejados de Santa Filomena passam mais uma noite na rua - JN (www.jn.pt)

 

Editores: 
Este artigo contém informação proveniente de meios de comunicação comerciais; a sua fiabilidade não é garantida.
Secção: 
Etiquetas: